Desejos, Dúvidas e Valores do Homem

Imagem - Valores

Muitos lumeeirenses, seguindo os valores culturais, desejam não serem obesos, nem cheirar mal, ter filhos lindos e saudáveis, ter boa saúde, belos dentes e um sorriso bonito, ter dinheiro, boas roupas, um carro possante, uma casa sem barulho, segura e confortável, estar cercados de amigos e familiares, não serem feios, amar e serem amados, possuir coisas valiosas, ter sucesso na profissão e no casamento, ter uma auto-estima e auto-eficácia alta, não ser passado para trás, fazer viagens maravilhosas e, por fim, ter uma boa velhice e uma morte digna e sem sofrimentos.

Pois bem: eles não se preocupam se seus desejos, uma vez realizados, serão bons ou ruins para eles. Nossos desejos estão presos a valores e estes são transmitidos, segundo explicações mais recentes, no final da infância e na puberdade, principalmente dos companheiros mais admirados e imitados, isto é, o famoso diálogo dos pais parece não ter grande importância na assimilação de valores. As crenças, desejos e os valores são passados, ou melhor, incorporados através da imitação automática e geralmente inconsciente de uma pessoa a outra através do contato e ações físicas.

Tipos diferentes de valores

Cada pessoa, dependendo do seu sistema de valores, de suas premissas básicas, defende com ardor seus desejos. O “hedonista” valoriza e quer “levar vantagem em tudo”. Busca o prazer e foge do sofrimento; o prático, adepto da ética utilitária, dá prioridade ao útil; os seguidores da ética social afirmarão seguros: “tudo que melhore as condições sociais dos homens deve ser procurado em primeiro lugar”; os fiéis da ética religiosa evitam os pecados e procuram a conduta virtuosa revelada e prescrita pela religião seguida e pelo seu Deus; para os “naturalistas”, adeptos da ética do organismo, o bom é ter uma mente sã junto ao corpo forte, bonito e saudável e, assim, devemos fazer exercícios físicos, comer frutas e legumes, evitar bebidas alcoólicas, drogas e o fumo; os relativistas, em dúvida, pensam: “o critério do que é bom e mau depende do indivíduo e da situação onde se dá o fato; tudo é relativo”; os artistas, seguidores dos valores estéticos, exaltam o belo e o sublime e rejeitam o feio e o ridículo; o justiceiro, defensor incansável dos valores do que é certo, luta, com as leis ou as armas, pela justiça e punição dos “culpados”; os adeptos da política discursam em defesa do poder e do governo e, por fim, os lógicos lutam pela verdade e certeza e abominam o raciocínio incongruente ou falso.

Existem outros valores defendidos com “unhas e dentes” pelos seus partidários. Todo homem valoriza alguma coisa mais que outra e pensa que os valores do outro, quando diferentes dos seus, são mesquinhos, idiotas e absurdos.

Não existem valores objetivos. Não se pode falar que isto é melhor que aquilo, como, por exemplo, que é melhor comer chuchu que dançar ou ser pai. Não se pode comparar uma coisa com outra quando não há parâmetro para isso. Não há nada que é bom para todos e mau para todos. Os governantes sofrem por isso. Os moradores da Rua Maria de Souza acham que a prefeitura deveria, prioritariamente, calçá-la, mas a comunidade do Bairro Esperança pensa ser “absurdo” não existir uma linha de ônibus para servir a região. Um grupo acha que as árvores devem ser cortadas para a construção de uma fábrica, pois esta gerará mais empregos em Santana da Misericórdia. Outros fazem um abaixo-assinado contra o corte, pois este irá perturbar o equilíbrio ecológico. As nossas instituições sociais não possuem uma maneira fácil ou mágica de tratar os valores antagônicos e múltiplos como se descreveu acima. Talvez algum leitor saiba.

Comente!

Você precisa fazer LogIn para publicar um comentário.

Você está lendo...

Segredos da Mente

Capa  Segredos da Mente

Podemos comparar a vida de uma pessoa, do nascimento à morte - no que diz respeito ao conhecimento - com a jornada do saber ocorrido a partir do apar ...

Livro online (leia aqui!)

Painel de acesso

Veja também…

Abuso / Violência Sexual Abusos nas Receitas Médicas Agressividade e Violência Alcoolismo (vício em álcool) Ansiedade Ansiolíticos Antidepressivos Aprenda a não ser tolo Avaliação Psicológica / Diagnósticos Casamento: felicidade e problemas Charlatões / Manipuladores Comportamento / Condutas Consultas médicas / Exames / Tratamentos Crenças antigas / Mitos / Superstições Cérebro e Mente Dependência Psicológica Dependência Química / Drogadição Depressão Desenvolvimento Cognitivo / Cognição Disfunções Sexuais (Problemas Sexuais) Divórcio / Separação Doentes Mentais - Pacientes Psiquiátricos Doenças e Doentes Doenças Mentais (transtornos) Dopamina Drogas / Medicamentos / Remédios Educação e Conhecimento Efeitos Colaterais Emoções Primárias Emoções Sentimentos Controle Entendendo o Ser Humano Esquizofrenia Estresse (Stress) Estresses Problemas e Adversidades Estruturas Neurais Estímulos Emocionais Estímulos Sensoriais Evolução da Mente Família e Casamento Festas populares e Lazeres Filhos Filosofia Funções Cerebrais Guerra dos sexos Ideologias e sonhos Informação Linguagem e comunicação Jovens Ligações Amorosas / Afetivas / Sociais Linguagem médica / Jargões Livros Online Grátis Livros Psicologia Livros Psiquiatria Mapa mental Medicina Antiga Medo Pânico Memória e Indivíduo Médico vs Paciente Neuro-hormônios peptídeos Neurociência Neuropsicologia Neurotransmissores Oxitocina ou ocitocina Pensamento / Raciocínio Percepção Estímulo Poder da mente Política: Políticos e Corrupção Problemas sociais Psicologia Psicose (Delírios / Alucinações) Psicoterapia / Psicanálise Psiquiatria Psiquiatria Antiga Razão vs Emoção Receitas Médicas / Prescrição de Medicamentos Relacionamentos Religião Riscos para Saúde Saúde mental Serotonina Sexo e Sexualidade Simbolismos Sinapses Sistema Emocional Sistema límbico Sistema Motivacional Sistema Neural Neurônio Sistema Sensorial Sociedade: Valores e Cultura Solidão Suicídio Suicidas Síndrome de Abstinência Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) Transtorno de Personalidade Anti-social (antissocial) Transtorno de Personalidade Narcisista Transtornos de Ansiedade Transtornos de Personalidade Transtornos dos Hábitos e dos Impulsos Transtornos Emocionais (de Humor) Transtornos Sexuais Uso de Drogas (Consumo)