Memória: As lembranças da Fábrica/Organismo

A fábrica/organismo trabalha dia e noite sem parar; nunca tira férias, nem feriados; não tem um dia, uma hora ou um segundo sequer para descanso. A fábrica, que iniciou suas atividades um pouco depois (um, dois ou três dias) da concepção (ou antes, já que o esperma e o óvulo necessários à fecundação são células vivas antes do encontro amoroso), continua agilizada (impulsionada) até sua demolição pela morte.

Durante qualquer atividade da fábrica/organismo secretarias variadas são recrutadas para receber e comparar os eventos atuais vivenciados com outras informações e experiências já vividas e armazenadas na memória (busca-se o auxílio do hipocampo, relacionado à memória consciente); usa-se a região encarregada de nomear as emoções (uma barata e não um camaleão), comparando emoções semelhantes com o mesmo fator desencadeador (uma crítica e ou um elogio, por exemplo). Nesses casos fazemos uso geralmente de casos típicos (protótipos): “Eu, uma vez, foi no fim do ano… entrei na cozinha e vi uma barata. Quase morri! Senti tão mal! Sei que sou uma pessoa fraca, medrosa. Não tem jeito comigo”.

Todas as idéias armazenadas (nossa autobiografia) sobre nossa suposta capacidade ou incapacidade para enfrentar ou correr diante de um ou outro animal, situação ou objeto, são enviadas, num momento, para a secretaria central (região cortical pré-frontal). Ali, reunindo o evento atual vivenciado com as lembranças que temos a respeito de nós mesmos, relacionado ao que está acontecendo, nos fornece uma representação mental mais rica e orientadora do que fazer.

Essa reunião de tudo ao mesmo tempo: a percepção da barata numa certa noite e num certo lugar, mais a sensação do mal-estar interno sentido e, ainda, as recordações e opiniões que temos de nós mesmos (“Sou corajoso”; “Tenho medo de baratas”; “Comigo não tem jeito; sou um fracasso”) e também as comparações com outras experiências e as explicações que temos do evento a partir da memória armazenada irão nos fornecer conclusões mais apuradas, superficiais ou profundas, acerca de nossa eficácia ou de nossa ineficiência diante de um ou outro problema semelhante. Esses dados são reunidos formando um conjunto que irá orientar a tomada de decisão do organismo: “Prepare as pernas para correr; do contrário, irei desmaiar. É uma terrível barata: nojenta!”.

Comente!

Você precisa fazer LogIn para publicar um comentário.

Você está lendo...

As Diversas Faces do Homem

Capa  As Diversas Faces do Homem

O objetivo aqui é o de transmitir ao leitor, ideias gerais e exemplos concretos capazes de esclarecer um pouco melhor a compreensão e a explicação ...

Livro online (leia aqui!)

Painel de acesso

Veja também…

Abuso / Violência Sexual Abusos nas Receitas Médicas Agressividade e Violência Alcoolismo (vício em álcool) Ansiedade Ansiolíticos Antidepressivos Aprenda a não ser tolo Avaliação Psicológica / Diagnósticos Casamento: felicidade e problemas Charlatões / Manipuladores Comportamento / Condutas Consultas médicas / Exames / Tratamentos Crenças antigas / Mitos / Superstições Cérebro e Mente Dependência Psicológica Dependência Química / Drogadição Depressão Desenvolvimento Cognitivo / Cognição Disfunções Sexuais (Problemas Sexuais) Divórcio / Separação Doentes Mentais - Pacientes Psiquiátricos Doenças e Doentes Doenças Mentais (transtornos) Dopamina Drogas / Medicamentos / Remédios Educação e Conhecimento Efeitos Colaterais Emoções Primárias Emoções Sentimentos Controle Entendendo o Ser Humano Esquizofrenia Estresse (Stress) Estresses Problemas e Adversidades Estruturas Neurais Estímulos Emocionais Estímulos Sensoriais Evolução da Mente Família e Casamento Festas populares e Lazeres Filhos Filosofia Funções Cerebrais Guerra dos sexos Ideologias e sonhos Informação Linguagem e comunicação Jovens Ligações Amorosas / Afetivas / Sociais Linguagem médica / Jargões Livros Online Grátis Livros Psicologia Livros Psiquiatria Mapa mental Medicina Antiga Medo Pânico Memória e Indivíduo Médico vs Paciente Neuro-hormônios peptídeos Neurociência Neuropsicologia Neurotransmissores Oxitocina ou ocitocina Pensamento / Raciocínio Percepção Estímulo Poder da mente Política: Políticos e Corrupção Problemas sociais Psicologia Psicose (Delírios / Alucinações) Psicoterapia / Psicanálise Psiquiatria Psiquiatria Antiga Razão vs Emoção Receitas Médicas / Prescrição de Medicamentos Relacionamentos Religião Riscos para Saúde Saúde mental Serotonina Sexo e Sexualidade Simbolismos Sinapses Sistema Emocional Sistema límbico Sistema Motivacional Sistema Neural Neurônio Sistema Sensorial Sociedade: Valores e Cultura Solidão Suicídio Suicidas Síndrome de Abstinência Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) Transtorno de Personalidade Anti-social (antissocial) Transtorno de Personalidade Narcisista Transtornos de Ansiedade Transtornos de Personalidade Transtornos dos Hábitos e dos Impulsos Transtornos Emocionais (de Humor) Transtornos Sexuais Uso de Drogas (Consumo)