Aquisição de princípios (crenças imaginadas como verdades) no ambiente familiar – (Destaques da Semana – 28/01/2013)

Absorvendo o “ERRADO” e o “CERTO” na Família

Absorvendo o “ERRADO” e o “CERTO” na Família

Os pais, muito cedo, percebem os filhos como possuidores de certas características mais chamativas que outras e, naturalmente, as nomeiam com um ou outro termo; a partir desse momento passam a tratar os filhos conforme os rótulos aplicados. Desse modo, um deles é o bonito, o outro o inteligente e um terceiro pode ser qualificado de preguiçoso e pirracento. Essas categorias estabelecidas, criadas sem nenhum cuidado, uma vez usadas e estabilizadas na memória dos pais, levam estes a ter um determinado tipo de resposta padrão diante da conduta ou da simples presença do filho. Assim agimos com todas as pessoas, conforme os modelos que desenvolvemos a respeito delas...

Veja mais!

Histórias Infantis Contaminadas com Princípios Discutíveis

Imagem - Histórias Infantis Contaminadas com Princípios Discutíveis

Logo após o nascimento, os pais, os avós, tios e outros contam belas histórias e cantam canções melodiosas e ternas para as ainda inocentes e puras crianças. Muitas e muitas histórias, bem como letras de músicas, nunca mais abandonam a cabeça da criança: “A Gata Borralheira”; “Branca de Neve e os Sete Anões”; “Peter Pan”; “Cinderela”; “Boi da Cara Preta”; e dezenas de outras. Todas elas são lindas, emocionantes e contêm pessoas boas e más, vivendo em lugares pobres e ricos e um grupo poderoso e outro submisso, geralmente feliz por agradar o importante, rico e bonito. Sempre há os “maus”, que pensam...

Veja mais!
 

Intuições Preconceituosas sobre a Masculinidade e Feminilidade

Imagem - Intuições Preconceituosas sobre a Masculinidade e Feminilidade

A criança, após o nascimento, é domesticada pelos sistemas de crenças existentes na cultura onde vive. São os pais que, por sua vez, aprenderam dos seus pais, os transmissores das “idéias”. Como depositários e difusores dos fundamentos do modo de pensar, entre eles, os não igualitários acerca do sexo, os pais tendem a escolher para suas filhas “meigas”, nomes suaves como Dulce, Cândida ou Felicidade; para os meninos “rudes”, nomes de sábios, atletas ou artistas: Homero, Romário, Ronaldo, Fernando ou Luiz. Embora na fase pré-verbal a criança ainda não seja capaz de nomear o próprio sexo, bem como o dos outros...

Veja mais!

 

Intuições Enganosas Durante Estresse Familiar

Imagem - Intuições Enganosas Durante Estresse Familiar

Problemas emocionais futuros do indivíduo adulto têm sido estudados como produzidos, em parte, por experiências precoces ocorridas na infância: morte de um dos pais, doenças, etc. Certas cenas e experiências vividas (observadas) pela criança são proibidas pelos familiares de serem lembradas e comentadas. Mas apesar dessa proibição essas “cenas e experiências” continuam a ter uma influência extrema sobre os pensamentos, sentimentos e, ou, de outro modo, na formação dos modelos mentais. Entre essas cenas podemos citar: Fatos que os pais desejam que o filho não conheça; Fatos nos quais os pais levam...

Veja mais!
 

Incutindo Intuição de Causalidade Sobrenatural

Imagem - Incutindo Intuição de Causalidade Sobrenatural

Entre as explicações atuais acerca das causas dos acontecimentos encontram-se duas interpretações: as científicas e as míticas (mágica, sobrenatural). O povo, em geral, ao interpretar um fato, faz uso, frequentemente, das relações míticas (“Graças a Deus, Mimosa, minha vaca malhada, deu um cria belíssima!”). Esse tipo de interpretação, também chamada de mágico-religiosa, composto de “alma do outro mundo”, “mula sem cabeça”, “fantasma”, “capeta”, etc. serve, de modo superficial e inadequado, para compreender e explicar as causas e consequências de um evento. Mas o meio ambiente...

Veja mais!

Veja tambem...

Comente!

Você precisa fazer LogIn para publicar um comentário.

Livros Online

Painel de acesso

Veja também…

Abuso / Violência Sexual Abusos nas Receitas Médicas Agressividade e Violência Alcoolismo (vício em álcool) Ansiedade Ansiolíticos Antidepressivos Aprenda a não ser tolo Avaliação Psicológica / Diagnósticos Casamento: felicidade e problemas Charlatões / Manipuladores Comportamento / Condutas Consultas médicas / Exames / Tratamentos Crenças antigas / Mitos / Superstições Cérebro e Mente Dependência Psicológica Dependência Química / Drogadição Depressão Desenvolvimento Cognitivo / Cognição Disfunções Sexuais (Problemas Sexuais) Divórcio / Separação Doentes Mentais - Pacientes Psiquiátricos Doenças e Doentes Doenças Mentais (transtornos) Dopamina Drogas / Medicamentos / Remédios Educação e Conhecimento Efeitos Colaterais Emoções Primárias Emoções Sentimentos Controle Entendendo o Ser Humano Esquizofrenia Estresse (Stress) Estresses Problemas e Adversidades Estruturas Neurais Estímulos Emocionais Estímulos Sensoriais Evolução da Mente Família e Casamento Festas populares e Lazeres Filhos Filosofia Funções Cerebrais Guerra dos sexos Ideologias e sonhos Informação Linguagem e comunicação Jovens Ligações Amorosas / Afetivas / Sociais Linguagem médica / Jargões Livros Online Grátis Livros Psicologia Livros Psiquiatria Mapa mental Medicina Antiga Medo Pânico Memória e Indivíduo Médico vs Paciente Neuro-hormônios peptídeos Neurociência Neuropsicologia Neurotransmissores Oxitocina ou ocitocina Pensamento / Raciocínio Percepção Estímulo Poder da mente Política: Políticos e Corrupção Problemas sociais Psicologia Psicose (Delírios / Alucinações) Psicoterapia / Psicanálise Psiquiatria Psiquiatria Antiga Razão vs Emoção Receitas Médicas / Prescrição de Medicamentos Relacionamentos Religião Riscos para Saúde Saúde mental Serotonina Sexo e Sexualidade Simbolismos Sinapses Sistema Emocional Sistema límbico Sistema Motivacional Sistema Neural Neurônio Sistema Sensorial Sociedade: Valores e Cultura Solidão Suicídio Suicidas Síndrome de Abstinência Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) Transtorno de Personalidade Anti-social (antissocial) Transtorno de Personalidade Narcisista Transtornos de Ansiedade Transtornos de Personalidade Transtornos dos Hábitos e dos Impulsos Transtornos Emocionais (de Humor) Transtornos Sexuais Uso de Drogas (Consumo)